NHANHOMOIRUMBÁ:

Um Panfleto Esquiva

direção, dramaturgia | direction, dramaturgy

NHANHOMOIRUMBA: UM PANFLETO-ESQUIVA é o resultado de um primeiro contato com aspectos da cultura indígena. A leitura de textos de autores como Ailton Krenak, Eduardo Viveiros de Castro  e Davi Kopenawa, entre tantos outros,  ganhou novos contornos com a convivência de alguns dias numa aldeia Guarani em São Paulo, a Kalepety. A experiência  da troca e a aproximação à mobilização política indígena no momento atual do país fizeram com que  o grupo se interrogasse sobre o significado possível de uma aliança política, hoje.

 

O título em guarani traduz essa palavra de uma maneira reveladora. O grupo pediu a uma líder guarani que traduzisse para a sua língua a palavra “aliança”. Ela nos deu essa versão que, devolvida ao português, quer dizer algo próximo de: aquilo que eu e você decidimos fazer juntos, e fazemos, como amigos.

 

Aliança e esquiva – esta última como sendo o modo guarani de ir à luta: misturando sem se confundir com outro,  desviando sem se furtar ao combate; nomeando o inimigo sem desconhecer suas artimanhas; reconhecendo o mundo como um mundéu, mas politizando as marcas do engano.

 

A peça é um “panfleto teatral”. Exigência poética dos confrontos atuais.

2018 Copyright ® website design

 

RENAN TENCA